Domingo
16 de Junho de 2019 - 

NOTÍCIAS

Newsletter

Cadastre-se para receber atualizações, notícias e artigos.

24/05/2019 - 17h48Intervalo Cultural traz banda do Corpo de BombeirosShow Sintonia de Vida e Arte apresenta jazz para servidores, magistrados e público externo

Público lotou o saguão do TJMG para ouvir e se empolgar com as músicas O que o mundo dinâmico e extrovertido do jazz tem a ver com a seriedade do Corpo de Bombeiros? A depender da banda Bombeiro Instrumental Orquestra Show (Bios), tudo. Os dez músicos do grupo que há oito anos carrega vida no nome trouxeram energia para o palco do Intervalo Cultural de hoje, 24 de maio. A apresentação foi no saguão da Unidade Sede do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). O público que se formou na porta da instituição teve uma surpresa ao perceber que não se tratava de uma banda militar clássica com hinos e marchas, mas sim muito jazz, pop e rock — Djavan, Michael Jackson e Guns N’Roses fizeram parte do repertório. O subtenente Santana deu dicas de segurança durante o show O subtenente Santana, saxofonista, dono do microfone e responsável pela interação com o público, reclamou do final de "Game of Thrones", anunciou a música tema e emocionou fãs da série e apreciadores de música. Segundo o subtenente, o objetivo da orquestra é resgatar o valor da música instrumental, nos variados estilos. “O nome Bios está ligado ao Corpo de Bombeiros, ao salvamento de vidas, à valorização da música. É tão animado que é comum que as pessoas comecem a dançar”, conta.     Ele explica que uma big band é formada, normalmente, por 18 músicos, mas o pequeno grupo tem força e energia para obter um resultado igual. Ele diz também que a ausência de um regente é intencional, para que não haja separação entre a banda e o público e limitação da visão. A subtenente Alessandra conta que o Corpo de Bombeiro pode estar nos momentos difíceis e nos momentos de festa das pessoas O coordenador Tenente Marcelo Barbosa conta que a banda surgiu dentro da Banda de Música do Corpo de Bombeiros, de perfil mais clássico. Veio dela a proposta de criar um grupo musical que tocasse um jazz tipicamente norte-americano e músicas pop internacionais e brasileiras. Um grupo menor cabe em maior número de lugares e perfis de eventos. Para a saxofonista, subtenente Alessandra, tocar no TJMG é uma oportunidade de mostrar o trabalho do grupo. O Corpo de Bombeiros acaba participando de vários momentos da vida do cidadão, tanto nas tragédias como nas celebrações musicais, trazendo leveza e alegria. É sempre um prazer estar aqui. O vice-corregedor geral de justiça, desembargador Corrêa Camargo achou a banda espetacular “Espetacular!”, foi a avaliação do vice-corregedor geral de justiça, desembargador Jaime Silvestre Correa Camargo. “Foi uma grande ideia trazer essa banda para cá e nos brindar com esse show. ” Para o magistrado, foi uma surpresa escutar esse repertório interpretado por uma banda militar. O evento teve a presença do sargento Fernando dos Santos, representando a Assessoria do Bombeiro Militar do TJMG.  
24/05/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia