Quarta-feira
20 de Novembro de 2019 - 

NOTÍCIAS

Newsletter

Cadastre-se para receber atualizações, notícias e artigos.

14/10/2019 - 12h15TJMG arrecada doações para Instituto Mário PennaCampanha de doação de produtos de higiene integra Outubro Rosa

Recolhimento de produtos vai até 31 de outubro O Outubro Rosa é também solidariedade. Além de levar informações sobre prevenção ao câncer de mama, a iniciativa, no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), será acompanhada de campanha de doação de itens de higiene para o Instituto Mário Penna. O recolhimento dos produtos começa nesta segunda-feira (14/10) e se estende até 31 de outubro. Os itens arrecadados serão distribuídos a pacientes oncológicas atendidas pelo SUS, em Belo Horizonte. O Instituto Mário Penna oferece apoio durante o tratamento de pacientes com câncer, gratuitamente, e conta com hospitais referência no tratamento oncológico, como Mário Penna e Luxemburgo. Atualmente, a instituição é responsável por atender a 70% dos novos casos de câncer de Belo Horizonte e Região Metropolitana e mais de 20% dos novos diagnóstico da doença em todo o Estado de Minas Gerais. Os pontos de coleta das doações estarão nos seguintes endereços, na capital: Sede TJMG (Afonso Pena, 4.001), Fórum Lafayette (Av. Augusto de Lima, 1.549), Unidade Raja (Raja Gabáglia, 1.753). E ainda: Anexo 1 (Rua Goiás, 229), Cejusc (Av. Francisco Sá, 1.490), Unidade Liberdade (Rua Gonçalves Dias, 1.260) e Corregedoria (Rua Goiás, 253). Sede do TJMG, na Avenida Afonso Pena, 4001, é um dos pontos de coleta dos produtos de higiene Autocuidado O Outubro Rosa, iniciativa de prevenção e combate ao câncer de mama, busca levar às mulheres informações sobre os cuidados que devem tomar na tentativa de obter um diagnóstico precoce desse tipo de câncer, ampliando assim as chances de cura. “Cada vez mais, a campanha tem buscado conscientizar as mulheres de que a prevenção ao câncer de mama precisa ser acompanhada de práticas de autocuidado, em um estímulo à busca de mais qualidade de vida”, observa a servidora Catarina Mafra, da Gerência de Saúde no Trabalho (Gersat) do TJMG. A Gersat sugere a adoção de hábitos saudáveis, como controle de peso, prática de atividade física, evitar abuso de bebidas alcoólicas e tabaco. Autoexame Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) estimavam, em 2018, o surgimento de 59.700 novos casos de câncer de mama no Brasil – o risco estimado era de 56,33 casos para cada 100 mil brasileiras. A idade é um dos maiores fatores de risco – cerca de quatro em cada cinco casos ocorrem após os 50 anos –, e a detecção precoce da doença, um dos aspectos que mais aumentam as chances de cura. É com base nesses dados que um dos objetivos centrais do Outubro Rosa é estimular, entre as mulheres, práticas que podem permitir a detecção do câncer de mama ainda em sua fase inicial. O autoexame é considerado uma das ferramentas mais importantes de que as mulheres dispõem na luta contra a doença. Por meio dele, podem ser descobertas alterações mamárias que precisem ser investigadas. Entre as mudanças que devem ser observadas, estão o surgimento de caroço nos seios ou de nódulos nas axilas ou no pescoço, alterações no mamilo, pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com o aspecto de casca de laranja e saída espontânea de líquido dos mamilos. Outra ferramenta importante é a mamografia, recomendada para mulheres de 50 a 69 anos, a cada dois anos. Esse exame pode detectar a doença antes do surgimento de lesões visíveis ou palpáveis. Confira a página do Inca sobre o câncer de mama. Outras doações Aqueles que tiverem interesse em saber mais sobre as doações ao Instituto Mário Penna – recursos financeiros, cabelos para confecção de perucas para pessoas em tratamento com quimioterapia, entre outros – podem se informar pelo número 0800 039 1441.  
14/10/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia