Quarta-feira
20 de Novembro de 2019 - 

NOTÍCIAS

Newsletter

Cadastre-se para receber atualizações, notícias e artigos.

14/10/2019 - 16h58Magistrados do TJMG são homenageados em São PauloAs honrarias foram concedidas pela Sociedade Brasileira de Heráldica e Humanística

Desembargadores Marcos Henrique Caldeira Brant e Wanderley Paiva; o juiz de Contagem, Marcus Vinicius do Amaral Daher e o desembargador Álvares Cabral da Silva O desembargador Marcos Henrique Caldeira Brant, superintendente de Segurança Institucional (CSI) do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), e o juiz Marcus Vinícius do Amaral Daher, da 3ª Vara Cível de Contagem, foram agraciados com as insígnias do Grau Nobiliárquico de Comendador da Ordem do Mérito Cívico e Cultural. A honraria é outorgada pela Sociedade Brasileira de Heráldica e Humanística. Na mesma solenidade, que aconteceu quinta-feira (11/10), o desembargador Wanderley Salgado de Paiva recebeu o título de Dom do Sodalício e das Insígnias Nobiliárquicas Superiores do Grão Colar da Ordem do Mérito Cívico e Cultural.  Prestigiou o evento, que aconteceu no salão nobre da Câmara Municipal de São Paulo,o desembargador do TJMG, Álvares Cabral da Silva, também Comendador da Ordem do Mérito Cívico e Cultural. A Sociedade Brasileira de Heráldica e Humanística foi criada em 1959, oficializada pelo Governo Federal em 1965 e declarada de utilidade pública pelos governos do Estado e do município de São Paulo.  De acordo com a instituição, as láureas concedidas foram criadas segundo as tradições cavalheirescas e de lisonja, estribadas nas ciências e nas artes da heráldica e medalhística. Seus graus condecorativos são outorgados criteriosamente há mais de meio século, reconhecendo méritos de honra, caráter, civismo, dignidade, benevolência e inúmeras outras virtudes de cidadãos prestantes, instituições, entidades e empresas, em âmbito mundial. A solenidade foi conduzida pelo Comendador Grão-Colar Dom Galdino Cocchiaro, presidente nacional da Sociedade Brasileira de Heráldica, grão-Mestre do Sodalício Heráldico Internacional e guardião da medalha. Segundo o gardião, as honrarias foram conferidas para “dar conhecimento às gerações vindouras, reconhecendo-lhes os méritos de honra, caráter, ética, civismo, dignidade, benevolência e empreendedorismo, sempre colocados a serviço da segurança e em defesa das mais lídimas tradições do Direito, da Lei e da Justiça no Estado de Minas Gerais.”  
14/10/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia