Segunda-feira
14 de Outubro de 2019 - 

NOTÍCIAS

Newsletter

Cadastre-se para receber atualizações, notícias e artigos.

12/09/2019 - 16h32Servidores se apresentam no Intervalo CulturalTrio apresenta clássicos da MPB para o público do TJMG em evento já tradicional

O baterista Roberto Pinheiro, o cantor Carlos Amorim e o violonista Paulo Henrique Queiroz “Pra que mentir, fingir que perdoou / Tentar ficar amigos sem rancor/ A emoção acabou...” “Vou te contar/ Os olhos já não podem ver / Coisas que só o coração pode entender...” As letras das canções “Codinome Beija-Flor” e “Wave” são, respectivamente, de Cazuza e Tom Jobim. Quem quiser relembrar esses clássicos da MPB e outros, terá a oportunidade de fazê-lo nesta sexta, 13 de setembro, no Intervalo Cultural, às 12h. A apresentação será em frente ao Edifício Sede do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). O evento traz os servidores Carlos Amorim, lotado na Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes (Ejef), e Paulo Queiroz, dentista do Serviço Odontológico. A dupla conta, ainda, com a participação especial do percussionista Roberto Pinheiro, servidor aposentado do TJMG. O cantor Carlos Amorim e o violonista e compositor Paulo Henrique Queiroz trabalham juntos desde 1998 e formaram, anteriormente, várias bandas, entre elas a Azeviche. Já se apresentaram em projetos como Cinema no Morro, Deguste e Pampulha Noturno. Além disso, a dupla lançou em 2018 o primeiro disco com canções autorais. Carlos, inclusive, convida o público a ouvir o trabalho da parceria, que se encontra em plataformas como o Spotify e iTunes. O servidor ressalta também que o repertório de amanhã será bem persificado, passando pela MPB, por obras do pop rock e até do rock internacional”. O Intervalo Cultural existe desde 2017 e tem como objetivo levar um pouco de arte ao cotidiano de magistrados e servidores.  
12/09/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia