Quinta-feira
22 de Agosto de 2019 - 

NOTÍCIAS

Newsletter

Cadastre-se para receber atualizações, notícias e artigos.

10/06/2019 - 18h24Presidente do TJ inaugura museu em UberabaComarca cria espaço para abrigar a memória do judiciário local

O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, desembargador Nelson Missias de Morais, inaugurou hoje, 10 de junho, a Sala da Memória do Judiciário Mineiro na Comarca de Uberaba. Participaram também da solenidade, realizada no salão do Tribunal do Júri, o diretor do Foro da Comarca, juiz Fabiano Garcia Veronez, o prefeito de Uberaba, Paulo Piau Nogueira, e o servidor Roberto Rodrigues de Souza, um dos idealizadores do espaço. O presidente Nelson Missias (primeiro à esq.) participa do descerramento da placa comemorativa do evento Objetos, documentos e processos históricos da comarca, a partir de agora, passam a ocupar duas salas do quarto andar do Fórum Melo Viana, moderno edifício inaugurado há pouco mais de dois anos. De acordo com o juiz Fabiano Veronez, a iniciativa se deve em grande parte aos esforços do escrivão Roberto Rodrigues de Souza. No ano de 2007, com apoio do então juiz diretor do Foro da comarca, Sidnei Ponce, e aprovação do ex-superintendente da Memória do Judiciário, desembargador Hélio Costa, foi editada a Portaria 89/2007, que criou o museu. A solenidade de inauguração da Sala da Memória do Judiciário foi realizada no salão do Tribunal do Júri da comarca Após anos de pesquisa e coleta de material, foi editada outra a portaria, a 79/2016, pelo juiz diretor do Foro na época, Fabiano Rubinger de Queiroz, que nomeou o museu como “Sala da Memória do Judiciário de Uberaba/MG” e designou uma equipe para atuar no projeto. Também em 2016, o projeto do novo museu foi selecionado entre dezenas de iniciativas artístico-culturais, pela Fundação Cultural de Uberaba, órgão vinculado à Prefeitura Municipal. Ele foi contemplado com recursos do Fundo Municipal da Cultura, o que viabilizou a implantação da sala. Sala da Memória do Judiciário de Uberaba conta com vários documentos antigos, objetos, processos históricos e referências a Chico Xavier Segundo o juiz diretor do foro de Uberaba, a história da “Sala da Memória do Judiciário de Uberaba/MG”  não está completa e continuará a ser escrita todos os dias. Para o magistrado, iniciativas como essa, somadas a outras tantas no âmbito do Poder Judiciário de Minas Gerais contribuem para o amadurecimento e fortalecimento da democracia. O juiz Fabiano Veronez fez questão ainda de externar sua gratidão ao presidente do TJMG, desembargador Nelson Missias de Morais, “por não medir esforços para vir para Uberaba nesta data”, e ao superintendente da Memória do Judiciário Mineiro, desembargador Lúcio Urbano Silva Martins e sua equipe, pelo apoio e assessoria. Nelson Missias de Morais encontrou-se também com os juízes de Uberaba Na oportunidade, o presidente Nelson Missias de Morais também se reuniu com os magistrados de Uberaba para conversar sobre a prestação jurisdicional na comarca. À noite, ainda na cidade, o presidente do TJMG proferiu palestra sobre as perspectivas do Poder Judiciário no século XXI, para alunos do curso de Direito da Unipac de Uberaba, dentro da programação da semana jurídica que está sendo realizada pela faculdade.    
10/06/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia