Terça-feira
16 de Julho de 2019 - 

NOTÍCIAS

Newsletter

Cadastre-se para receber atualizações, notícias e artigos.

09/07/2019 - 17h23Inverno dá o tom da feira solidária no TJMGAgasalhos e acessórios de frio prevaleceram nesta edição

Sueli comemorou os dias mais frios e as vendas aquecidas O friozinho desses dias de inverno fez com que as blusas de manga comprida, lenços e cachecóis de lã fizessem sucesso entre os produtos oferecidos a magistrados, servidores e funcionários do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) na terceira edição da Feira de Artesanato Solidária.  O evento foi realizado hoje, 9 de julho, no espaço convivência do edifício sede. Amanhã, dia 10, os participantes expõem seus produtos no pátio do Fórum Lafayette e, dia 11, é a vez do saguão do auditório da unidade Raja Gabaglia receber os artesanatos. Desta vez, são 40 barracas vendendo produtos como bijuterias, peças bordadas à mão, roupas, queijos, doces, geleias, biscoitos, pães e vasinhos de plantas. Os expositores são pessoas atendidas por programas sociais da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), com dificuldades de inserção no mercado de trabalho. Colares e gola de lã são alguns dos produtos para enfeitar o look de inverno que podem ser encontrados na feira Sueli de Jesus Wildberger, que confecciona roupas e produz adereços como cachecóis e toucas de tricô, participou de todas as edições da feira. Mãe de uma menina com necessidades especiais, ela passou por momentos difíceis no final do ano passado quando seu filho mais velho teve um acidente de moto e ficou sem andar. Sueli disse que, naquela época, sustentava sozinha a família com seu artesanato, já que o marido estava desempregado. Hoje, ela comemora a recuperação do filho e o novo trabalho do esposo, além de uma melhora nas vendas, aquecidas pelo friozinho do inverno. Ilza de OIiveira fez sucesso com os cactos e suculentas Ilza de Oliveira , da Mimos e Dengos, participou pela primeira vez da feira com vasinhos de cactos e suculentas e não foi a única. Foram vários os interessados nas plantinhas que não precisam de muita água para se manterem. Além de vender, Ilza teve que explicar como tratar das suculentas e fazia questão de mostrar que todas já estavam bem adiantadas no desenvolvimento. A feira é uma parceria do TJMG com a PBH, com o objetivo de promover a inclusão social e produtiva na cidade. Expositores O grupo é formado por artesãos e empreendedores da alimentação e confecção do Programa Espaço da Cidadania (PEC), da Subsecretaria de Direito e Cidadania, vinculada à Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania. Móbiles de cerâmica estão à venda nesta edição da feira Participam também pessoas atendidas pelo Centro Público de Economia Solidária (Cepes), da Subsecretaria de Trabalho e Emprego da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico. A parceria firmada entre o TJMG e a PBH prevê o funcionamento mensal da feira nas três unidades da justiça mineira na capital, sempre das 9h às 16h.
09/07/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia